fbpx Segunda fase da operação Desvio de Rota investiga grupo suspeito de sonegar mais de R$ 1 bilhão no mercado de combustíveis - Instituto Combustível Legal
Operações

Segunda fase da operação Desvio de Rota investiga grupo suspeito de sonegar mais de R$ 1 bilhão no mercado de combustíveis

Publicado em 10/12/2021 por Alessandra de Paula

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciaram na sexta-feira (10) a segunda fase da Operação Desvio de Rota, contra um esquema de sonegação e de corrupção em postos da Barreira Fiscal do RJ. De acordo com as investigações, o grupo é suspeito de sonegar mais de R$ 1 bilhão.

A quadrilha comprava etanol em outros estados, onde a incidência do ICMS é menor, e trazia para o RJ para revenda a preços abaixo dos de mercado. Esse combustível deveria ser declarado nos postos da Barreira Fiscal, como o da Rodovia Presidente Dutra, em Itatiaia, na divisa com São Paulo. Vando Roberto Amorim da Cunha, funcionário comissionado do gabinete do deputado estadual Giovani Ratinho (Pros), foi preso. Saiba mais:
https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/12/10/operacao-desvio-de-rota-2.ghtml

Primeira fase da operação

Na primeira fase de operação, realizada em dezembro de 2020, mais de 100 agentes da Polícia Rodoviária Federal e do Ministério Público cumpriram 25 mandados de busca e apreensão no Rio, e nove em São Paulo. Confira no link: https://tvbrasil.ebc.com.br/reporter-brasil-tarde/2020/12/operacao-desvio-de-rota-cumpre-mandados-de-busca-no-rio