fbpx Gasolina adulterada por excesso de etanol: assista a como identificar essa fraude - Instituto Combustível Legal
Motor

Gasolina adulterada por excesso de etanol: assista a como identificar essa fraude

Publicado em 04/06/2021 por Redação

Afinal, existe gasolina flex? Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), por lei, os postos devem comercializar gasolina com 27% de etanol anidro. E no caso de adulteração dessa mistura? Como identificar?

No carro flex, projetado para funcionar com os dois combustíveis, o motor trabalha sem problemas, entretanto, com maior consumo, já que o excesso de etanol tira o poder energético da gasolina. Sendo assim, para fazer o mesmo percurso, o motorista acaba gastando mais. Contudo, é preciso lembrar que no veículo cujo motor funciona 100% com gasolina, podemos ter dificuldades à vista. No vídeo abaixo, o especialista Gilberto Pose explica como identificar esta fraude:

Foi vítima de adulteração? Denuncie!

Se na hora de abastecer, você perceber que foi vítima de fraude, saiba que é o seu direito reclamar junto aos órgãos competentes. Para ajudar o consumidor, o Instituto Combustível Legal disponibiliza uma ferramenta chamada Denuncie, que facilita encontrar na sua região o órgão competente para a denúncia que deseja realizar. Acesse https://institutocombustivellegal.org.br/denuncie/ e escolha o tipo de irregularidade que foi vítima, ou presenciou, e faça valer os seus direitos.

Você também pode denunciar junto à ANP pelo site www.anp.gov.br/faleconosco, ou pelo telefone 0800 970 0267.

Leia também: