fbpx Dez erros que aumentam o consumo de combustível do seu veículo. Veja se você está cometendo algum deles! - Instituto Combustível Legal
Motor

Dez erros que aumentam o consumo de combustível do seu veículo. Veja se você está cometendo algum deles!

Publicado em 08/04/2022 por Jean Souza

Mudar a forma de dirigir, de passar as marchas e até de descer uma ladeira pode ajudar seu carro a exigir menos do motor e, consequentemente, do consumo de combustível. Além disso, observar o funcionamento do ar-condicionado, das velas e de outros itens importantes é fundamental para otimizar o gasto do seu veículo e, consequentemente, aliviar as contas no final do mês.

Confira dez práticas que podem estar levando seu carro a consumir mais e abandone os hábitos ruins agora mesmo!

  1. Andar com os vidros abertos

Sabia que andar com os vidros totalmente abertos pode aumentar o consumo de combustível? Isso acontece porque o carro fica com mais resistência ao vento, exigindo mais do motor. Para uso urbano, não precisa se preocupar tanto, mas se for pegar a estrada, o melhor é fechar as janelas, deixando apenas uma pequena fresta aberta para entrada de ar na cabine. Outra dica para evitar resistência do ar é retirar o rack de teto sem utilização!

  1. Uso inadequado do ar-condicionado

Apesar de não haver um número definitivo, estima-se que o ar-condicionado aumenta o consumo de combustível em cerca de 10%. O impacto, no entanto, varia de acordo com a potência do veículo: quanto mais potente, menos esse consumo aumenta. Um motor V8, por exemplo, não é tão impactado pelo equipamento. Já um carro 1.0 faz com que o motorista sinta, com muito mais evidência, que a potência do motor foi reduzida ao ligar o ar.

A manutenção do ar-condicionado é de extrema importância. Assim como a limpeza, ou a troca do filtro de tempos em tempos, verificar o nível do gás refrigerante, responsável por gelar o sistema, também é essencial. Mesmo no inverno, a recomendação é ligar o ar pelo menos uma vez por semana para que o sistema se mantenha lubrificado, o que ajuda a preservar as juntas e outras peças emborrachadas, responsáveis pela vedação correta. Dessa forma, o ar funcionará em sua capacidade plena por mais tempo.

O ar frio é mais pesado que o quente. Sendo assim, procure direcionar as saídas do ar-condicionado para cima, pois, dessa forma, a cabine esfriará mais uniformemente.

Confira dicas sobre uso do ar-condicionado no verão

  1. Calibragem errada

Pode parecer que não, mas pneus com pouca pressão podem aumentar o consumo de combustível. Verifique e ajuste todos os meses a pressão dos pneus.

  1. Excesso de peso

Passageiros e bagagens em excesso fazem o carro consumir mais. Por exemplo, quando for viajar, certifique-se de não estar levando mais do que precisa, o que exigirá maior consumo de combustível. Uma dica para o dia a dia é verificar se não há objetos desnecessários sendo carregados no porta-malas.

  1. Filtro de ar sujo ou entupido

O filtro de ar é o componente que impede impurezas externas de entrarem em contato com o combustível na hora da queima com o ar dentro do motor. Por exemplo: poeira, pólen e outras partículas. Quando sua manutenção está em dia, isso ajuda a manter a eficiência e a vida útil do carro, principalmente em lugares com altas taxas de poluição.

É importante destacar que a queima de combustível é programada para ocorrer sem a presença dessas sujeiras. Por isso, elas prejudicam a eficiência do sistema, provocando maior gasto de combustível, já que o carro opera tentando atingir o nível ideal de queima no sistema.

Além disso, quando o filtro falha, a vida útil do motor pode diminuir porque as sujeiras também entram em contato com o óleo lubrificante e se espalham por todas as partes lubrificadas.

  1. Andar com velas desgastadas

Velas gastas ou danificadas podem prejudicar o desempenho do carro, já que a carbonização desses componentes prejudica a geração de centelha, essencial para o funcionamento do motor. Na troca das velas, a oficina mecânica deve consultar o manual do veículo ou a tabela de aplicação do fabricante de velas. A verificação do modelo correto e do prazo de troca é essencial para o correto funcionamento do veículo.

Além disso, lembre-se de escolher postos de confiança para abastecer. Combustíveis adulterados, ou de procedência duvidosa, encurtam a vida útil desses componentes e podem provocar, entre outros problemas, superaquecimento das peças e carbonização dos eletrodos.

Assista ao vídeo! Especialista revela os prejuízos que um combustível adulterado pode causar ao seu carro

  1. Condução inadequada

Evite altas velocidades. Andar mais devagar é benéfico por vários motivos. Primeiro porque permite reagir melhor a imprevistos na estrada, prevenindo estresse e até acidentes. Dirigir tranquilamente também diminui a resistência do ar sobre o carro, o que representa menos trabalho do motor e menor uso de combustível.

Use as marchas a seu favor. O consumo de álcool ou gasolina é menor quando você utiliza marchas mais altas e mantém o giro do motor baixo. Portanto, aplique tais recursos do modo adequado em todos os trajetos, sem “esticar” marchas por muito tempo. Diversos veículos já vêm com painel contendo indicadores de trocas de marchas. Assim, é possível saber a hora certa de alterá-las durante um passeio rápido ou viagem de carro, a fim de manter a rotação na faixa ideal. O resultado é mais eficiência na direção e a redução do consumo de combustível.

Outro ponto importante: é seguro usar ponto morto para obter economia? Muitas pessoas acreditam que essa conduta reduz o uso de combustível, mas não é verdade. Andar em ponto morto só faz com que o carro fique mais instável, além de não permitir o uso de freio motor, essencial para a sua segurança. As consequências, como dá para imaginar, podem ser perigosas. Sair do ponto morto para uma marcha, inclusive, gera aceleração no motor e favorece um consumo maior. O recomendado em descidas, por exemplo, é sempre conduzir o veículo engrenado, sem acelerar.

  1. Não fazer o alinhamento da direção

Verificar o alinhamento das rodas é outro cuidado fundamental para proteger a vida dos passageiros e, de quebra, economizar combustível. Rodas desalinhadas fazem o carro “se arrastar” pela estrada, diminuindo a vida útil dos pneus e aumentando a chance de um acidente. Por isso, siga sempre as orientações do manual do proprietário para manter a geometria e o alinhamento em dia. Se perceber que o veículo está puxando mais para um lado, significa que chegou a hora de checar tais pontos em um local especializado.

  1. Não seguir o melhor caminho

Conhecer o melhor caminho para chegar ao seu destino, evitando congestionamentos, é uma boa forma de economizar combustível. E, para isso, a tecnologia é uma grande aliada. Se precisa chegar a um destino, faça uso de aplicativos, como o Waze, ou o Google Maps, e veja qual a melhor rota a seguir. Mas atenção, caso pegue um caminho que não se sinta seguro, opte sempre por vias mais movimentadas.

  1. Não utilizar postos de confiança

 De nada adianta seguir todas essas recomendações e não abastecer o seu veículo em postos de marcas conhecidas, que garantem a qualidade e procedência do produto. Existem diversos tipos de adulteração de combustíveis e um deles é adicionar mais etanol aos 27% permitido por lei na gasolina comum e 25% na premium. Sem contar a mistura de outros produtos, como solventes, ou metanol, que, além de consumir mais, podem danificar seriamente o seu veículo, bem como afetar a sua saúde. Sendo assim, fuja de promoções mirabolantes e busque sempre abastecer em postos de confiança.

E caso desconfie que foi vítima de fraude na hora de abastecer, denuncie e faça a sua parte!

VÍDEO: Assim como a gasolina e o etanol, o diesel também pode ser adulterado? Especialista responde!

Leia também:

 Com informações oficiais das fabricantes Hyundai, Ford, Bosch e Tecfil