fbpx ANP flagra irregularidades e adulteração de combustível com metanol em postos do Rio de Janeiro - Instituto Combustível Legal
Comércio Irregular

ANP flagra irregularidades e adulteração de combustível com metanol em postos do Rio de Janeiro

Publicado em 21/10/2022 por Alessandra de Paula

De 03 a 06 de outubro, agentes de fiscalização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estiveram em 13 postos de combustíveis das cidades de Areal, Duque de Caxias, Niterói, Petrópolis e Rio de Janeiro.

Em Duque de Caxias, um posto foi autuado e teve tanque e bicos interditados por comercializar gasolina comum com presença de marcador (que é adicionado compulsoriamente a produtos da indústria química definidos pela ANP e que não devem ser utilizados como combustível).

Presença de metanol na gasolina

Na capital fluminense, um posto foi autuado e teve tanques e bicos interditados por comercializar gasolina comum com presença de marcador e de metanol, substância que é altamente nociva para a saúde (confira cinco motivos para combater a mistura criminosa de metanol à gasolina e etanol). Após deliberação da ANP, 21.700 litros do produto serão descartados.

Além do Rio de Janeiro, agentes da ANP realizaram fiscalização em outros 12 estados da federação, encontrando irregularidades diversas, como combustível sem identificação de origem, ausência de termodensímetro (equipamento acoplado às bombas de etanol para verificar aspectos de qualidade), não conformidade quanto ao teor de etanol anidro na gasolina comum, entre outros problemas.

Saiba mais em: https://www.gov.br/anp/pt-br/canais_atendimento/imprensa/noticias-comunicados/resultados-das-acoes-de-fiscalizacao-da-anp-no-mercado-de-combustiveis-3-10-a-6-10